Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Plásticas, Químicas, Farmacêuticas, Abrasivas e Resinas Sintéticas de Sorocaba e Região

Imprensa

21-Nov-2016 08:15
Estudo

Cresce diferença salarial entre negros e não negros, diz Dieese

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgou na quinta (17) o estudo “Os Negros no mercado de Trabalho da Região Metropolitana de São Paulo”, que trata da inserção produtiva dos negros no mercado de trabalho, com o objetivo de verificar as mudanças ocorridas nos últimos anos.

A divulgação do trabalho ocorre em alusão ao Dia da Consciência Negra, comemorado neste domingo (20).

Os dados mostram que a diferença entre o rendimento médio real por hora de uma pessoa negra e uma não negra, na região Metropolitana de São Paulo, chega a mais de R$ 4,00. Apontam também um aumento na diferença entre o desemprego total de negros e não negros. Os dados mostram que, em 2014, a diferença chegava 1,9 ponto. Porém, em 2015, passou para 2,9 pontos.

O total de negros ocupados aumentou, passando de 37,9% em 2014 para 40% em 2015. No entanto, o número de desempregados também subiu, só que com mais intensidade, passando de 42,6% para 46,3%.

O Dieese define a composição do segmento de negros, por pretos e pardos e o de não negros, por brancos e amarelos.

Agência Sindical
Deixe seu Recado