Sindicato dos Químicos de Sorocaba e Região

Ato e Canto pela Vida: memória das vítimas de acidentes e doenças no trabalho

Ato Pela Vida: Entidades mobilizaram a população neste domingo, dia 28 de abril, quanto a importância da luta por saúde e segurança no ambiente de trabalho

Compartilhe este post

Saúde e segurança no trabalho:
Entidades se mobilizam no ‘Ato e Canto pela Vida’. Conheça a importância desse direito fundamental.

A Saúde e Segurança do Trabalhador e da Trabalhadora é um direito fundamental reconhecido pela OIT e a OMS
e, diante de tamanha importância, neste domingo, 28 de abril, Dia Internacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças Relacionadas ao Trabalho, diversas entidades se reuniram no “Ato e Canto pela Vida”.

O evento foi realizado na Praça e Memorial Vladimir Herzog, localizada atrás da Câmara Municipal de São Paulo (SP) e em frente ao Terminal Praça da Bandeira.

A data lembra a morte de 78 trabalhadores em uma explosão de uma mina nos Estados Unidos, em 28 de abril de 1969.

Compromisso com a luta

Organizaram e participaram do ato o MTE através da Superintendência Regional do Trabalho de SP, da FUNDACENTRO, das Centrais Sindicais, sindicatos e organizações da Sociedade Civil.

Ambos declararam seus compromissos com a luta pela vida e pela saúde e Segurança dos trabalhadores e trabalhadoras.

Muito mais do que simplesmente um ato, o evento deste domingo destacou bem os compromissos e aflorou de forma significativa a solidariedade com a luta da Classe operária”, avaliou Luis Carlos de Oliveira (Luisinho), secretário Nacional de Saúde e Segurança da Força Sindical.

A Superintendência do Trabalho através do Sr Marcus Melo, declarou a importância dessa luta e afirmou que as fiscalizações são fundamentais na luta em defesa da Saúde e Segurança.

São Paulo é responsável por pelo ao menos 1/3 das demandas do país, mas que o número de Fiscais alocados em SP atualmente, não é suficiente para cumprir essa demanda”, alertou Marcus.

Ele ressaltou ainda que no próximo domingo (5), será realizado um concurso público para Auditores Fiscais do Trabalho.

Marcus ressalta que das 900 vagas que serão disponibilizadas para o País, ao menos 450 deveriam ficar em São Paulo, mas de acordo com ele, devido as demandas nacionais, o número de vagas para São Paulo deve ficar em 360.

A abertura de um concurso público também deve ser levada em consideração, já que a FUNDACENTRO é muito importante na produção de conhecimento científico em relação a Saúde dos Trabalhadores e trabalhadoras”, ponderou.

Além disso, muitos funcionários da Fundacentro já estão perto da aposentadoria”, pontou.

Números no Brasil são alarmantes

Entre 2012 e 2022, mais de 6,7 milhões de acidentes de trabalho foram registrados no país, o que gerou mais de 2,2 milhões de afastamentos. Esses acidentes resultaram em 25.492 mortes, equivalentes a aproximadamente uma morte a cada 3 horas e meia.

FONTE: Rádio Peão Brasil

Assine a nossa Newsletter

Faça parte do nosso time e receba conteúdos inéditos!

Veja também:

Rolar para cima