Sindicato dos Químicos de Sorocaba e Região

Lista de Doenças relacionadas ao Trabalho (LDRT) foi atualizada

Mais 165 patologias são incluídas na lista do Ministério da Saúde de doenças relacionadas ao trabalho. Saiba mais!

Compartilhe este post

O Ministério da Saúde atualizou a lista de doenças relacionadas ao trabalho após 24 anos, incorporando 165 novas patologias, incluindo:

  • Covid-19,
  • distúrbios músculos-esqueléticos,
  • alguns tipos de câncer e
  • transtornos mentais como ansiedade, depressão e tentativa de suicídio.

O documento, apresentado durante o 11º Encontro da Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador, divide-se em riscos e doenças, aumentando os códigos de diagnósticos de 182 para 347.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Sistema Único de Saúde (SUS) registrou quase 3 milhões de casos de doenças ocupacionais de 2007 a 2022, com a maioria relacionada a acidentes graves.

Alguns exemplos de doenças relacionadas ao trabalho que têm sido objeto de atenção nos últimos anos incluem:

  • Síndrome de Burnout: Embora não seja uma doença física, o burnout é uma condição relacionada ao estresse crônico no local de trabalho. Pode levar a exaustão física e mental, redução do desempenho no trabalho e sentimentos de cinismo e desconexão.
  • Lesões por Esforço Repetitivo (LER): Essas lesões podem ocorrer devido a tarefas repetitivas, posturas inadequadas ou movimentos constantes no trabalho. Elas afetam principalmente as articulações e músculos, podendo resultar em dor crônica.
  • Assédio Moral e Psicológico no Trabalho: Embora não seja uma doença física, o assédio moral pode ter sérias consequências para a saúde mental dos trabalhadores. Isso pode incluir o bullying no local de trabalho, discriminação e comportamentos abusivos.
  • Síndrome da Vibração Mão-Braço (HAVS): Essa síndrome está associada ao uso frequente de ferramentas vibratórias, como martelos pneumáticos. Pode levar a danos nos vasos sanguíneos e nos nervos das mãos e braços.

As mudanças na lista vão contribuir para a estruturação de medidas de assistência e vigilância que possibilitem locais de trabalhos mais seguros e saudáveis.

A nova lista passa a valer após 30 dias da publicação da Portaria nº 1.999.

CLIQUE AQUI e veja lista completa pelo link

FONTE: Rádio Peão Brasil

Assine a nossa Newsletter

Faça parte do nosso time e receba conteúdos inéditos!

Veja também:

Rolar para cima